Free songs
Jo, jogador do Corinthians , comemorando seu gol durante partida contra o time do Vasco, valido pela vigesima quarta rodada do Campeonato Brasileiro, no estadio Arena Corinthians. ( Foto : Luis Moura / WPP).

A hipocrisia domina o futebol brasileiro

set 18 • Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Botafogo, Brasileirão, Corinthians, Cruzeiro, Destaques, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo, TICKER, Times, Vasco, VitóriaNenhum comentário em A hipocrisia domina o futebol brasileiro

O brasileiro exerce desde a noite do domingo o seu “esporte” preferido: colocar o dedo na cara do outro e cobrar respeito, moral, boas atitudes e por aí vai… Santa hipocrisia!

Somos um país de poucos Rodrigos Caios e muitos Jôs, é fato. O dia a dia nos mostra isso e o futebol, como não poderia ser diferente, também nos revela a imoralidade que mantém esta nação no fundo do poço.

Meu recado é para você, torcedor, que cobra Jô, assim como cobrou lá atrás Rodrigo Caio. Quem é você para pedir moralidade se você é um imoral?

O Rodrigo Caio foi cobrado por milhares de torcedores pelo fair play no início do ano, num lance com Jô. Muitos que o criticaram e pediram sua saída do clube, revoltados com a “vantagem” dada ao rival, mesmo que a atitude tivesse sido exemplar, agora se apegam à atitude do jogador para criticar Jô.

A revolta com Rodrigo Caio sumiu, ficou esquecida. A atitude do jogador são-paulino desde ontem é vista de forma positiva e exemplar para que possa servir de combustível para cobrar Jô, que joga no Corinthians, o líder do Brasileirão, o rival a ser batido e por aí vai…

A crítica seletiva comanda o Brasil. Todos, sem exceção, buscam o lado bom da coisa, ou melhor, o lado mais vantajoso para si, para levantar uma bandeira. E essa bandeira muda de cor de acordo com os interesses de cada um. Tudo de forma natural, sem constrangimentos, afinal estamos no Brasil e sempre foi assim, esse é o malfadado discurso.

Quem é você, torcedor de futebol, que coloca agora o dedo na cara de Jô, pedindo ética, se você é incapaz de aplaudir um jogador rival, convocado para a seleção brasileira, por causa do seu fanatismo doentio?

Quem é você, torcedor de futebol, que é passional e usa sua paixão para cometer as maiores barbaridades durante uma partida de futebol?

Na verdade, você é um brasileiro. Um cidadão que adora impor regras aos outros e exceções para você. Um cara que cobra os políticos, pedindo honestidade, e para na vaga de deficiente sob o pretexto de que é só um minutinho.

Você, torcedor, não tem moral para pedir moral. Você aplaude seu jogador, quando ele faz corpo mole numa reta final de campeonato para não conseguir uma vitória que beneficiaria o rival. Tudo para confortar a sua frustração de não ver seu time campeão e, de quebra, ver a derrocada do adversário.

Jô errou, é fato, assim como Rodrigo Caio acertou, também é fato. A decência é cristalina, não tem meio termo. Você que foi contra Rodrigo Caio, agora está a seu favor e contra Jô. Você não é ético. Você é brasileiro. Você tem apenas um lado: da seletividade, do jeitinho, da vantagem.

Por isso, fique à vontade para apontar o dedo para Jô no dia de hoje. Sei que isso não lhe causará nenhum constrangimento. Atitude normal, afinal é seu “esporte” preferido. Mas, no fundo, no fundo, você sabe que o seu lado mais verdadeiro é o da hipocrisia e que você merece toda a realidade atual que contamina não só o futebol, mas derruba a nação.

A Jô, vaias! A Rodrigo Caio, muitos aplausos! A você, torcedor de futebol, meu mais profundo desprezo!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE