Free songs
rib0978_khOoctP

Corinthians perde Jô e Fiel segue anestesiada

dez 23 • Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Botafogo, Brasileirão, Corinthians, Cruzeiro, Destaques, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo, TICKER, Times, Vasco, VitóriaNenhum comentário em Corinthians perde Jô e Fiel segue anestesiada

Títulos são sempre bem-vindos, mas alguns fazem mal. O Corinthians conquistou o hepta brasileiro e anestesiou a Fiel torcida. O time perdeu Jô e nem a saída do melhor jogador do time e do craque do nacional deixou a torcida em polvorosa. O discurso é raso e repetitivo: todos duvidaram do potencial da equipe, colocando o clube como quarta força no início da temporada e batemos campeões paulista e do nacional.
Pois é… Discurso de quem acredita que o filme será repetido com toda certeza em 2018. Pode se repetir? Claro! Mas o Corinthians precisa se reforçar. E bem. Não se pode dormir na conquista e acreditar que está tudo bem, tampouco achar que jogadores médios poderão encorpar o elenco. Ledo engano…
O Corinthians já perdeu quase que a espinha dorsal do time. Guilherme Arana, Pablo e agora Jô já se foram. Se não renovar com Balbuena e Rodriguinho sair na janela do início do ano, o Alvinegro terá mais um time campeão desmanchado. E mais um na gestão de Roberto de Andrade.
O presidente, inclusive, vai receber mais de 40 milhões de reais pela venda do Jô, mas já avisa que terá pés no chão na busca por reforços. Vale lembrar que o clube vai receber a parte da venda de Arana, além de um valor elevado de renovação de patrocínio com a Nike e os direitos de transmissão de TV.
Roberto de Andrade deixará a presidência com o discurso do superávit nas contas, além do hepta brasileiro, mas com Fábio Carille na berlinda, sem sua força máxima.
A diferença de Andrade para Andrés Sanches, que é o favorito a assumir seu posto no início do ano, é que Andrés defende que dívida se administra, negociando sem se esquecer do time, e o ainda mandatário crê que se deve pagar o valor devido, o que convenhamos é algo inimaginável de acontecer, mesmo que isso pese contra a qualidade do elenco.
O Corinthians precisa se reforçar. A temporada 2018 promete. O time era competitivo, mas não encantava. Hoje pode sofrer com a falta de competitividade e seguir sem encantar. O hepta nacional já ficou no passado. A realidade pede atenção máxima.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE