Free songs
Gabriel-Hernanes-Sao-Paulo-Corinthians-715-Marco-Galvao-Fotoarena

Reflexos do “quente” Majestoso

set 25 • Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Botafogo, Brasileirão, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo, Times, Vasco, VitóriaNenhum comentário em Reflexos do “quente” Majestoso

– Clássico bom é clássico com polêmica. São Paulo 1 x 1 Corinthians teve isso e um Morumbi lotado. Até parecia jogo de mata-mata;
– Empate foi bom apenas para o Corinthians. A igualdade no placar manteve o Tricolor na zona da degola, no entanto, agora com um ponto a menos que o primeiro time fora da zona do rebaixamento;
 
– Apesar da situação atual, o São Paulo não cairá para a Segunda Divisão. Cobrem-me ao final do Brasileirão;
– Dos lances polêmicos, creio que o árbitro teve uma boa interpretação em todos eles;
– Após assistir e rever muitas vezes o lance do gol anulado do São Paulo, concluo que o lance poderia ser validado pelo juiz. Pratto ficou parado no momento do escanteio e de costas para Cássio, logo sem a intenção de cometer falta no goleiro;
– No entanto, no momento do lance, sem replay, até para ser justo com o árbitro, fiquei com a certeza da falta. Sendo assim, absolvo a arbitragem, simples;
– O clássico foi bom. O São Paulo teve mais posse de bola e controlou a partida. No entanto, não teve competência para “matar” o jogo e acabou vítima da eficiência do time alvinegro;
– A frustração levou os jogadores do São Paulo a tropeçarem nas palavras. Rodrigo Caio acusou a imprensa de “corintiana”. E Petros, ex-Corinthians, deu a entender que a arbitragem trabalha a favor do Alvinegro. Lamentável…;
 
– Ao Rodrigo Caio, apenas um recado: todos os jornalistas têm um clube de coração. Assim como os jogadores também têm. Quem garante que você é são-paulino de carteirinha? Nem precisa, afinal você é um profissional e pode torcer para quem quiser. O que importa é você cumprir com competência sua profissão. Eu te respeito e lamento você não me respeitar;
– Já Petros tem a obrigação moral de explicar a insinuação que jogou no ar, após o clássico. Se o que disse sobre a arbitragem trabalhar a favor do Corinthians for verdadeiro, fica claro que ele silenciou na época em que jogou no Alvinegro, já que tinha a “vantagem” a seu favor, e, agora, no São Paulo, é contra a tal “armação”? Quanta irresponsabilidade e hipocrisia…;
 
– No lance do gol de Clayson, o lateral Junior Tavares tentou por 12 metros “proteger” a bola para que ela saísse pela linha de fundo. Pela falta de recurso técnico, acabou punido com a roubada de bola (sem falta!) de Rodriguinho, que ainda lhe deu um drible desmoralizante antes de cruzar para a sequência do lance. Mereceu!;
– O Corinthians voltou a ter uma postura covarde em clássico. Após sofrer o gol, resolveu jogar e conseguiu o empate;
 
– O Alvinegro é refém do péssimo momento de Jadson e Rodriguinho, além de Romero, o que impede que o time mantenha a mesma intensidade e eficiência demonstradas no primeiro turno;
– Já o volante Gabriel, com comemoração inconveniente e desrespeitosa, após o gol de empate do Corinthians, tem de ser denunciado no Tribunal e levar um gancho, sim! Se Cueva, ao colocar a mão nos ouvidos num jogo na Vila Belmiro, foi punido, Gabriel tem de levar o dobro da punição dado ao são-paulino, no mínimo. Mas sabemos que o Tribunal não preza pela sensatez, logo…;

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE