Free songs
edenhazard_belgica_get_951111

Colômbia sem Falcão Garcia perde rótulo de surpresa. Olho na Bélgica!

jun 6 • Copa 2014, Copa do Mundo, Destaques, TICKERNenhum comentário em Colômbia sem Falcão Garcia perde rótulo de surpresa. Olho na Bélgica!

Das minhas três apostas de seleções candidatas a surpreender na Copa do Mundo do Brasil, creio agora apenas em uma única seleção com força para fazer história em campos brasileiros: a Bélgica, que tem um time forte, talentoso e que pode chegar às quartas de final ou semifinais, desde que repita a mesma competência das eliminatórias e conte também com uma boa dose de sorte no emparceiramento. Já título não creio…

Assim como os grandes favoritos ao título, a Copa do Mundo apresenta seleções que podem surpreender. São times que não têm tradição em Copas do Mundo, mas que no Mundial podem fazer história, até pela competição ser de tiro curto (apenas sete jogos para levantar o título).

A Colômbia encabeçava a minha lista das surpresas para a Copa, que tinha também a Rússia. No entanto, sem Falcão Garcia, que não se recuperou de uma lesão no joelho e ficou de fora da lista do técnico José Pekerman, perdi o entusiasmo e a confiança na seleção sul-americana.

A Colômbia apresenta uma geração nova, fiel ao tradicional toque de bola do futebol do país, aliado a bons destaques individuais, sobretudo do meio para frente, como Jackson Martinez e Macnelly Torres.

No entanto, a ausência de Falcão Garcia será um duro golpe na qualidade técnica da seleção e também no emocional do time. Com ele, a confiança seria bem maior, é fato, além do poder de fogo.

Tirei da minha lista de surpresas também a Rússia, pelo fato de o técnico Fabio Capello abrir mão da experiência, optando por um time muito novo no Mundial do Brasil.

O atual time russo se escora num futebol pragmático, de muita marcação, o que é a predileção do treinador. Capello perdeu Cheryshev, machucado, e abriu mão dos veteranos Arshavin, Pavlyuchenko, Zyrianov e Pogrebnyak. Deve fazer figuração…

Talentos individuais e força de conjunto

Já a Bélgica é, sim, candidata a surpreender no Brasil pela postura tática e pelos destaques individuais. O comando da seleção belga é do ex-jogador e ídolo do país Marc Wilmots e apresenta como destaques o goleiro Thibaut Courtois, que é titular do espanhol Atlético de Madri e atual vice-campeão da Liga dos Campeões.

Do meio para frente, o ótimo Eden Hazard (foto) é o grande destaque na armação. Estrela do Chelsea, desfila sua técnica também na seleção. Já Dries Mertens é outra atração do bom time belga, ele que foi contratado pelo Napoli, após brilhar por algumas temporadas com a camisa do PSV da Holanda.

A seleção tem ainda a polivalência de Axel Witsel, que também defende o Zenit, da Rússia. Já o experiente Van Buyten, de 35 anos, é reserva do time de Marc Wilmots, mas tem grande ascendência sobre os demais jogadores da seleção por ter disputado a Copa do Mundo de 2002.

Fique de olho também no meia-atacante Kevin De Bruyne, do Wolfsburg, e no atacante Romelu Lukaku, do Everton, que também prometem brilhar, levando a boa seleção belga a uma campanha histórica na Copa do Mundo do Brasil.

 Fotos: Getty Images

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE