Free songs
Vanderlei-Almeida-AFP

Brasil 3 x 0 Equador: Um ótimo começo. E só!

set 2 • Copa do Mundo, Seleção BrasileiraNenhum comentário em Brasil 3 x 0 Equador: Um ótimo começo. E só!

Sim. Serei chamado de ranzinza, chato, do contra… Tudo bem, normal, já estou até acostumado. E entendo os ataques dos torcedores apaixonados, afinal o Brasil venceu o Equador por 3 a 0, em Quito, e superou tudo, inclusive a altitude. Sendo assim, é uma vitória que merece sorrisos e aplausos. Aí vem esse blogueiro pessimista para falar que a seleção tem problemas. Como pode isso?

Pode, sim, e devo fazer o alerta, afinal o fanático torce e eu analiso. Com os pés no chão e a frieza dos fatos. Desta forma, vamos lá…

O Brasil venceu bem o Equador na estreia de Tite, é fato. Superou a torcida local, o futebol de luta do time da casa e garantiu três pontos importantes nas Eliminatórias Sul-Americanas – apesar do triunfo, somos apenas o quinto colocado e hoje disputaríamos a repescagem para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

Foi o primeiro triunfo de Tite à frente da seleção brasileira. E que vitória! Com “v” maiúsculo. O menino Gabriel Jesus arrebentou com dois gols e Neymar fez a diferença. Após a medalha de ouro, o camisa 10 convenceu com a camisa canarinho. Será que agora vai?

No entanto, a seleção brasileira precisa mais, bem mais para superar não apenas o “mau humor” deste blogueiro, mas também para passar confiança à nação e retomar o respeito dos adversários.

A geração segue com problemas. Muito jogador mediano e um único craque. Isso é um problema. Tite é bom, entende das coisas, mas não faz milagre. A vitória na estreia não foi de fato mérito dos deuses e teve o dedo do treinador. Mas teremos adversários mais fortes e competentes pela frente. O Brasil terá problemas também, algo normal e previsível. Por isso, empolguem-se na medida, apenas isso. Não percam o tom, tampouco o bom senso.

A seleção encontrou uma formação que pode ser trabalhada. Aí entra a competência do treinador. Assim como uma referência no ataque. Gabriel Jesus mostrou personalidade e torna-se uma luz no fim do túnel. Com ele, a seleção pode retomar a força ofensiva, sobretudo, a referência na frente, algo que tanto falta na seleção canarinho.

Com Neymar mais solto e responsável por fazer o time jogar, a equipe ganha em talento e criação. Paulinho, ainda abaixo do ideal, mostrou que pode formar boa parceria com Renato Augusto. Ex-corintianos que se entendem no olho e na bola. Já a defesa se portou bem, assim como Daniel Alves teve problemas na direita e Marcelo, apesar de “fio desencapado”, mostrou, de novo, ter lugar na esquerda.

Tite estreou bem. Vitória é sempre importante, sobretudo numa eliminatória de Copa do Mundo. O próximo adversário será a Colômbia, terça-feira, em Manaus. Rival mais forte e com mais destaques individuais. Mais um teste para a seleção. Sigo cético, mas não torço contra.

Vamos ver se a vitória diante do Equador foi apenas um lampejo de bom futebol ou Tite tem mesmo uma queda para milagreiro e ainda não me toquei disso. Vamos ficar de olho.

 

Foto: Vanderlei Almeida / AFP

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE