Free songs

Tite e a seleção brasileira: Vale a pena continuar?

jul 8 • Copa do Mundo, Destaques, Seleção Brasileira, TICKERComentários desativados em Tite e a seleção brasileira: Vale a pena continuar?

Vale a pena Tite seguir no comando da seleção brasileira? Proponho essa reflexão, até para sentir qual o desejo dos brasileiros. Creio que essa é uma decisão que cabe apenas ao treinador, escorado exclusivamente no que objetiva para a sequência da carreira. Assim como o convite para seguir no comando cabe apenas para a CBF e a entidade já optou pela permanência do treinador. Só resta a resposta do técnico…

Se tivesse poder de decisão, renovaria com Tite no vestiário, logo após o jogo diante da Bélgica. E por um simples motivo: é um treinador competente, um líder que agrega.

Tite não ganhou a Copa e caiu de forma frustrante nas quartas de final. No entanto, por mais que o passionalismo conduza opiniões e pensamentos, fato é que o ganhar e perder fazem parte da disputa.

Alemanha, a atual campeã do mundo, Argentina e Espanha também não venceram e caíram fora mesmo antes do Brasil, sem citar Itália e Holanda que nem lá estiveram para sonhar com o título mais importante do mundo da bola.

O brasileiro precisa aprender também a perder. Abandonar a máxima de que diante da derrota tudo deve ser mudado. Parece que a CBF já aprendeu e isso é ótimo.

Agora, caso deseja seguir, Tite tem de saber que a “lua de mel” acabou com a torcida e com a própria entidade e imprensa. A cobrança será muito maior. A quase unanimidade que ele conquistou com a nação ficou para trás. Já era… E ele sabia que seria assim diante do insucesso.

Por isso, reitero a pergunta: vale a pena seguir?

Como dirigente da CBF, já disse: renovaria o contrato do treinador após a dolorida eliminação para a Bélgica. Agora, na posição do treinador, entregaria o cargo e desejaria sorte ao próximo comandante.

Como um profissional supercampeão, Tite poderia decolar a carreira num clube grande da Europa e viver novas experiências. Um dia, ainda treinador do São Caetano, ele confidenciou para esse jornalista aqui após um treino que gostaria de trabalhar no futebol italiano, até pela sua descendência e que a Inter de Milão seria um sonho de criança. Então, ele corra atrás do sonho.

O glamour da Copa do Mundo ele já viveu. Sem o triunfo esperado, é fato, mas viveu, sentiu, aprendeu. O futebol é árduo, não aceita derrotas, sobretudo por aqui. Tite pode passar por momentos que, sinceramente, não precisa. Por isso, eu não seguiria.

E agora, voltando à condição de dirigente, caso Tite optasse pela não renovação, iria ao sul do país e convocaria Renato Gaúcho para seu lugar e tenho certeza que receberia o sim do treinador.

A decisão deverá acontecer nos próximos dias. Mas, numa boa: para quê pressa neste momento? A França nem se sagrou ainda campeã da atual Copa do Mundo da Rússia. A seleção pode esperar…

 

 

Comentários

Related Posts

« »