Free songs
Tiago Ribeiro Estoril - Blog Salgueiro F.C

Conheça o brasileiro que dá as cartas no Estoril de Portugal

ago 14 • Destaques, Fala, Brazuca, TICKER1 comentário em Conheça o brasileiro que dá as cartas no Estoril de Portugal

Um brasileiro de 38 anos e com pouco mais de 13 anos atuando no esporte é quem dá as cartas no emergente Estoril, clube da primeira divisão portuguesa. Tiago Ribeiro é um executivo da Traffic, empresa proprietária do clube português, que ganhou os holofotes depois de assumir o Estoril num momento de crise, onde o clube estava prestes a fechar as portas e conseguir com uma política pés no chão e escorado numa visão empresarial, driblar os problemas, equacionar as dívidas e levantar o clube.

O Estoril é atualmente um time competitivo, com o caixa equilibrado e que vai aos poucos ganhando o cenário mundial.

Classificado para a Liga Europa deste ano, o clube festeja tal façanha, mas sem tirar os dois pés do chão.

“Queremos consolidar nossa presença na primeira divisão do futebol português e captar bons atletas para o clube”, afirma Tiago Ribeiro, que se destaca por não se deixar tomar pela emoção, o que normalmente derruba os dirigentes, sobretudo os brasileiros.

Confira abaixo a entrevista exclusiva do craque da administração para o Blog:

Blog Salgueiro FC – Como é ser um brasileiro a presidir um clube português?

Tiago Ribeiro – É um fato inédito. Nunca havia acontecido um presidente brasileiro num clube europeu. Assumi o projeto do Estoril e acabei nomeado pela empresa. Um cara jovem para um cargo deste porte e incomum, mas estou gostando. Tem sido uma experiência muito proveitosa.

– Como foi assumir um clube com problemas financeiros e conseguir reerguê-lo, a ponto de o clube terminar em quinto na última temporada da Liga Zon Sagres?

– É um sensação gratificante, de realização mesmo. Assumi um clube prestes a fechar as portas, com o pedido de falência quase consumado e não podendo participar das competições. Então trabalhamos para colocar a casa em ordem, com foco na gestão e deu tudo certo. O retorno foi muito rápido e admito que surpreendeu.

– Qual o atual estágio do Estoril perante os grandes clubes de Portugal?

– É muito prematuro comparar o clube com as principais forças do futebol português. Nem é nossa intenção chegar ao patamar de Benfica e Porto, que dominam o futebol português. O Sporting é um clube grande, que passa por problemas financeiros e tem ainda o Braga, que é a quarta força do país. A nossa classificação para a Liga Europa deste ano foi muito boa, mas também prematura. A pretensão é crescer, mas com os pés no chão. A classificação para a liga já é um grande objetivo alcançado.

– Então é impossível acreditar que num futuro próximo o Estoril possa ganhar um campeonato português?

– Seria uma enorme ilusão falarmos isso agora. Nem temos receita para isso. Queremos consolidar nossa presença na primeira divisão do futebol português e conseguir captar bons atletas para o clube.

tiago_ribeiro_estoril

– Você sempre teve a pretensão de trabalhar como presidente de um clube de futebol?

– A presidência do Estoril foi a consequência de um projeto. Tive que assumir o cargo e está sendo muito bom. Mas é uma gestão corporativa, um cargo executivo dentro de um projeto da Traffic. 

– Qual a diferença atualmente de gestão entre Brasil e Portugal? Os clubes brasileiros estão muito atrasado em relação aos europeus?

– Existem semelhanças e diferenças. Aqui têm clubes que mantém quadro associativo, conselheiros, assim como alguns clubes no Brasil. Há uma diferença básica que existe aqui, que é uma administração de continuidade, o que não acontece no Brasil, onde muitos clubes ainda adotam uma postura amadora. Por outro lado, os clubes brasileiros têm uma força econômica à disposição até pelo tamanho do país e todas as oportunidades.

– Qual a grande virtude da sua gestão à frente do Estoril Praia?

Saber entrar no mercado, corrigir os erros. Ler o mercado e não ser teimoso. Ter uma visão administrativa adequada e moderna. Ficar longe da emoção e saber administrar sem cometer excessos.

– Você já errou no comando do clube?

– Nosso maior erro no início foi abrasileirar demais o Estoril. Na segunda temporada trouxemos muitos jogadores do Brasil e isso acabou sendo um erro. Então corrigimos a rota com contratações locais e a mudança no comando do departamento de futebol e conseguimos atingir o sucesso.

– Como é o Tiago presidente na relação com os jogadores?

– Tenho uma relação cordial com os jogadores, com os quais sempre converso. Mas respeito muito o espaço do vestiário. Não interfiro em nada. Durante o aquecimento, eu desço, desejo boa sorte ao time e depois só volto após o jogo. Jamais interfiro em nada. É preciso confiar nos profissionais.

– O que você projeta para o futuro, seja na presidência do Estoril ou fora dela?

– Penso passo a passo. O Estoril está sendo um grande aprendizado para mim. A gente projeta muita coisa ainda para realizar à frente do clube. Como um executivo estou à disposição da empresa a qual trabalho. Penso sempre no dia a dia, numa coisa de cada vez. Como dizem no futebol, sempre penso no jogo seguinte.

 

Fotos: Divulgação

Posts Relacionados

One Response to Conheça o brasileiro que dá as cartas no Estoril de Portugal

  1. Jary disse:

    Ola boa tarde eu gostei so acho que deveria chamar o Ralf do corinthians…mais ja que nao chamou valeu por te convicado o Pato..bjs ate mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE