Free songs

“Família Felipão” precisa ser mais simpática com o povo brasileiro

jun 5 • Sem categoria4 Comentários

A seleção brasileira segue a cada dia mais antipática aos olhos do torcedor brasileiro. Jogadores cercados por seguranças e treinos fechados, distantes dos olhos e carinho do povo marcam a seleção comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari.
É verdade que a seleção nem sempre foi simpática ao povo. De uns anos para cá, a antipatia só aumentou não apenas pela falta de identidade do time com a sua torcida, mas também pelo distanciamento dos astros com a nação.
A delegação brasileira está em Goiânia, preparando-se para a partida diante da França, no próximo domingo, em Porto Alegre, no último duelo antes da estreia brasileira na Copa das Confederações. Pelo menos nesta terça-feira, o torcedor goiano não pôde acompanhar o treino da seleção. Do lado de fora, a torcida protestou forte, gritando sua frustração. Quanto desamor…
Critiquei a postura de Felipão na rede social “twitter” e o amigo Fabio Bolla, que é assessor de imprensa, lembrou que, em 2006, às vésperas do Mundial da Alemanha, os treinos foram abertos e viraram um enorme “circo”. Até torcedora invadiu o treino para abraçar seus ídolos.
Entendo a colocação do amigo e assessor, mas proponho um meio termo na relação. A seleção precisa do apoio da torcida, é fato. O time não convence e precisa do carinho do torcedor. Então que o treino seja aberto nos minutos finais de cada trabalho.
É preciso uma mudança de atitude por parte da comissão técnica brasileira.
Para você ter algo nem sempre precisa oferecer alguma coisa em troca. No entanto, na relação desgastada entre “torcida x seleção”, a comissão técnica brasileira tem que baixar a guarda e resgatar o amor do torcedor brasileiro, caso contrário as vaias serão regadas a indignação, revolta…
Felipão e Parreira são experientes e estão cientes da rejeição que contamina esta relação. Então que algo seja feito de forma urgente para que a seleção ganhe a simpatia do povo.
Este assunto ganha ainda mais importância se levarmos em consideração que a Copa do Mundo do ano que vem será no Brasil. Sendo assim, é importante que a seleção chegue ao Mundial com a torcida ao seu lado.
É verdade que as vitórias ajudariam demais na conquista da simpatia do povo brasileiro. Mas como o momento é conturbado, de pouco futebol e resultados frustrantes, então que a seleção ganhe a torcida na simpatia.
O comando da CBF deveria intervir a favor da torcida e cobrar de Felipão uma atitude mais simpática, argumentando tudo que foi escrito aqui. Isso, porém, não acontecerá, pois precisaria de uma boa dose de sensibilidade e isso não se pode esperar nem do comando da entidade máxima do futebol brasileiro, tampouco da comissão técnica da seleção brasileira.
Pelo bem da seleção e pela volta do carinho do torcedor, peço uma trégua a Felipão. Alguns minutos do treino para os torcedores não prejudicaria em nada o esquema tático e tornaria a seleção mais simpática. Por que não, Felipão?
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Posts Relacionados

  • http://www.blogger.com/profile/18058386280461988362 Rodrigo Vilela

    Se passar de fase, já é motivo pra comemorar!!

    Abraço!!

  • claudio miranda de Lins

    Você disse tudo arrogancia antipatia predominam em nossa seleção , isso tem que acabar.

  • http://www.blogger.com/profile/09420836104286755701 Junior Francisco SEP

    Concordo. O Palmeiras com um time ruim mas com raça e principalmente o apoio da torcida, conseguiu passar de fase na Libertadores depois de um começo ruim. Mas o problema maior é a falta de um bom futebol por parte da seleção. Vejo que estão querendo vender uma idéia – principalmente por parte da tv – de que temos que vencer um adversário de peso de qualquer jeito. Claro que temos, isso é fato. Mas parece que uma vitória diante de um adversário mais tradicional no mundo do futebol resolveria todos os nossos problemas. Mas não é bem assim. A seleção precisa vencer e convencer diante de grandes e pequenos. Para isso, na minha modesta opinião, tem que colocar o time para treinar jogando. Fazer jogos-treinos com times das regiões por onde a seleção estiver. Dar liberdade aos jogadores para fazer jogadas, tabelas, ensaiar bola parada…enfim, lá na comissão técnica tem pessoas competentes e experimentadas o suficiente para pensarem nisso. Os jogadores precisam de simpatia entre eles também e assim obterem alegria para que as vitórias e o bom futebol diante de grandes e pequenos aconteçam naturalmente.

  • Tarcisio Quintão

    Simpatia e humildade não fazem parte das qualidades da Seleção Brasileira há muito tempo.Jogadores descendo do ônibus com fones de ouvido para não dar entrevista,excesso de tietagem das “Marias Chuteiras”são ingredientes que só aumentam o egocentrismo dos jogadores.Quanto a Comissão Técnica eu digo : ” Estou pra ver UMA que seja,simpática.
    Depois ficam implorando APOIO !
    E digo mais;torcida de jogos da Seleção é diferente da torcida de clube.Não sabem fazer pressão contra o adversário.Só sabem cantar “Eu ,sou brasileiro,com muito orgulho,com muito amor” Coisa mais chata não há

« »